Filhinhos da Mamãe

Guia Sobre Infância
MENU

5 motivos por que viajo com meus filhos

Tags:, ,

Por que viajar com crianças? Por que não viajar com crianças?
Uma vez minha avó, que nos deixou há um mês, me disse: “Não liga pra isso, é só bobeira.” Muito ofendida, na autoridade dos meus 17 anos, eu retruquei: “Não é bobeira. Isso é grave, causa sofrimento.” Ela respondeu incisivamente: “É bobeira sim. Mas você só vai entender isso quando estiver com 60 anos, aí não adianta mais nada.”
Sempre fui precoce, para minha sorte. Ainda estou longe dos 60 e já compreendo que ela tinha toda razão.
Essa percepção do que realmente é importante é o pilar mestre na forma que busco direcionar minha vida,  incluindo os motivos que me levam a viajar com meus filhos.
Você pode concordar ou discordar de mim, mas segue  o porquê viajo com meus filhos:
Ouro Preto

Ouro Preto (MG)

 1. Prefiro consumir experiências

Nesse mundo tão descartável, onde somos bombardeados por estímulos consumistas o tempo todo, prefiro o consumo de experiências. Viajar enriquece a alma, as memórias, as sensações. Tento ensinar isso aos meus filhos. Não posso viajar o tempo todo (infelizmente), mas gosto de presentear minha menininha de 3 anos com experiências. Por exemplo: para comemorar o Dia das Crianças ela ganhou um picnic delicioso e muitas brincadeiras ao ar livre; com certeza isso foi mais proveitoso do que mais uma boneca em sua abarrotada caixa de brinquedos.
Viajar enriquece a alma, as memórias, as sensações.
bronzeado

Rio de Janeiro

2. Apesar de ser mãe, ainda sou eu mesma

A maternidade é uma condição tiranizante, polarizando nossa atenção  para nossos filhos. Ser uma boa mãe é mais fácil quando somos pessoas felizes. Eu sempre amei viajar, não seriam meus filhos, as razões maiores do meu viver, que me retirariam esse prazer. Eu não seria capaz de atribuir essa culpa a eles, não seria justo. Se eu amo viajar, e tenho dois pequenos… viajo com meus pequenos, oras bolas. Simples assim.
Não seriam meus filhos, as razões maiores do meu viver, que me retirariam o prazer de viajar.
Hallstatt - filhinhos da mamãe

Hallstatt (Áustria)

3. O tempo passa rápido

“Tudo muda o tempo todo”, já dizia Lulu Santos. Meu amado, meus filhos e eu  estamos saudáveis e adoramos as companhias uns dos outros. Espero que seja sempre assim, mas se amanhã não for, não vou me arrepender de termos vivido intensamente nossas vidas.
O momento perfeito para viajar pode não existir nunca, por isso me adapto sempre que dá.
Rothenburg ob der tauber filhinhos da mamãe

Roth. ob der Tauber – Alemanha

4. É melhor conhecer um pouco de um monte do que um monte de nada

Antes de ter meu filhos, já era viajante. Sei como é bom viajar a dois, sem tantos cuidados e preocupações. Com nossos filhos tudo é mais trabalhoso, a bagagem é mais pesada, o ritmo é mais lento, as refeições precisam ser mais regradas.. mesmo que não consigamos explorar os lugares para quais viajamos na mesma intensidade que faríamos sem nossos bebês, sempre curtimos bastante, conhecemos um monte de coisas. Provavelmente muitas coisas ficam pra trás, mas conhecemos muito mais do que se ficássemos em casa. Pouco de muito é muito. Muito de nada é nada!
Provavelmente muitas coisas ficam pra trás, mas conhecemos muito mais do que se ficássemos em casa.
Salzburg - filhinhos da mamãe

Salzburg (Áustria)

 

5. Filhos Crescem

 

Hoje nossos filhos são só nossos, amanhã serão do mundo. Hoje basta que queiramos viajar, nossos pequenos estão sempre disponíveis. Quero que todos nós – meu amor, nossos filhos e eu –  fiquemos velhos e possamos nos lembrar dos lugares que estivemos juntos. Quero mostrar para meus filhos como o mundo é grande, quero que eles cresçam conhecendo que as pessoas são diferentes, que as realidades mudam conforme os lugares, que somos parte de um todo e por isso temos que valorizar o que realmente importa: a vida.

 

Hoje nossos filhos são só nossos, amanhã serão do mundo. Hoje basta que queiramos viajar, nossos pequenos estão sempre disponíveis.

 

Praia do Forte (BA)

 E quais são os seus motivos? Escreve aí!

Carla Torres

Médica (Universidade Federal Fluminense – 2004) e mãe. Atua nas duas funções em tempo quase integral e é apaixonada pelo que faz.

10 respostas para “5 motivos por que viajo com meus filhos”

  1. […] 5 – 5 motivos por que viajo com meus filhos […]

  2. Fernanda disse:

    Olá adoro o site de vcs… excelentes dicas
    Estamos com uma viagem marcada a Portugal no início de fevereiro e estou insegura por causa do frio, pois temos a Yasmin de 1 ano e 5 meses… percebi algumas fotos na neve com as crianças, assim gostaria de saber como foi e algumas dicas devido ao frio… devemos ir até a Serra da Estrela ou seja neve… estarei esperando ansiosa as dicas ou algo pra me ajudar a ficar mais tranquila…

    • Carla Torres disse:

      Olá, Fernanda. Obrigada!
      Nós geralmente viajamos para Europa com os bebês na primavera, mas pegamos frio em alguns lugares (por exemplo: subimos os alpes em Innsbruck, na Áustria. Tem umas dicas lá: http://filhinhosdamamae.com.br/innsbruck/). Felizmente Portugal, em fevereiro não costuma ser tão frio. Uma coisa que é importante é hidratar bem a pele do bebê, porque o frio resseca muito. Pode passar até um pouco de óleo para bebê. A grande dica para ficar tudo bem em lugares frios é vestir a criança em camadas (como falo nesse post aqui: http://filhinhosdamamae.com.br/europa-com-bebe-de-5-6-meses-dicas-de-pais-para-pais/). Um casaco que corte o vento por cima das roupas quentinhas e luvas, meias e sapatos que mantenham as extremidades quentes resolvem o problema. É bom vc levar pelo menos um casaco daqui, mas lá (em lojas como H&M, Zara e C&A) tem mt coisa legal com preço acessível. Fique tranquila, planeje bem e será uma viagem para vocês guardarem para sempre na memória. Um abraço.

  3. Laira disse:

    Adorei seus motivos, Carla!
    Compartilho da mesma vontade de mostrar às minhas filhas o quanto o mundo é grande e diversificado! Costumo dizer que o mundo é a melhor escola!
    Tenho uma filhota de 2 anos e estou esperando outra (de 7 meses na barriga). Já viajei muito com ela e insiro ela em vários programas de aventura outdoor! Quero que ela tenha referências do que tem de mais belo no mundo! Escrevo sobre as nossas aventuras no meu blog, passa lá pra conhecer!
    Um beijo e parabéns pelo blog,
    Laira

  4. Silvia Thees Castro disse:

    Tinha que ser aluna do Nasser:” a maternidade é uma condição tizanizante, polarizando nossa atenção para nossos filhos”! Muito bom!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *