Filhinhos da Mamãe

Guia Sobre Infância
MENU

Alimentação na gravidez

Tags:,

Durante a gravidez é importante ter um cuidado especial com a alimentação, já que a mamãe precisa de energia para o crescimento do seu bebê. Aquela orientação de fazer o prato colorido é ótima, porque quando você coloca alimentos variados no prato garante muitas vitaminas importantes. Mas essa cor deve vir dos legumes, cereais, vegetais e frutas.
A gestante sente (muito) mais fome, por isso deve se alimentar a cada 3 horas, de preferência com uma fruta fresca. Se não tiver à mão a fruta, pode comprar frutas secas e deixar sempre na bolsa. Essa opção é boa porque é muito prática e garante proteína, gorduras boas e vitaminas variadas. Não entre naquela de comer um biscoitinho ou chocolate nessas horas da fome, porque além de não terem nutrientes, essas guloseimas aumentam muito a insulina. Este hormônio aumenta a fome logo depois, e ainda vai para o bebê, podendo alterar seu crescimento e ainda levar a hipoglicemia (queda da glicose no sangue) depois do nascimento. Por isso, se quiser muito um docinho coma logo depois do almoço, quando as proteínas e fibras ingeridas vão retardar a absorção do açúcar do doce, e reduzir a elevação da insulina.
Outro problema é o intestino da gestante. Pelo relaxamento muscular que os hormônios da gravidez causam, o intestino fica mais devagar e a constipação pode aparecer. Mais um motivo para comer cereais e vegetais. O feijão tem bastante fibra, assim como a pêra. A ameixa tem substâncias que ajudam o funcionamento do intestino: a pectina, que é uma fibra solúvel, e o sorbitol. E não esqueça de beber muita água! É muito importante também para hidratar a pele e evitar estrias.
Estudos mostram que alguns adoçantes podem ser ingeridos na gravidez porque não apresentaram indícios de prejuízos para o bebê. Mas o melhor mesmo é evitá-los. Assim como o álcool, que embora haja obstetras que liberem o consumo de 1 taça de vinho por semana, o ideal é não beber nada.
Comida crua como a japonesa deve ser evitada porque pode transmitir a toxoplasmose, que é uma doença causada por um protozoário encontrado em alimentos crus e manipulados por mãos contaminadas. Essa doença no adulto pode passar como uma simples infecção branda, mas pode trazer problemas sérios para o bebê. A menos que você conheça muito bem a higiene do restaurante. Mas acho que não dá para ter essa certeza toda, não é?

Escrito por Luciana Novellino Pereira
http://muitobombom.blogspot.com

Luciana Novellino

Luciana Novellino

Médica, mãe de dois. Apaixonada pela família e buscando vivenciar a maternidade com alegria, mais leveza e menos cobrança.
Luciana Novellino

Últimos posts por Luciana Novellino (exibir todos)

Deixe uma resposta