Filhinhos da Mamãe

Guia Sobre Infância
MENU

A importância do convívio social para o cérebro saudável

Tags:, , , ,

brincar juntos

Em um mundo de tanta informação, tanta opção tecnológica, tanta metodologia de ensino… nos vemos muitas vezes inseguros em escolher os modelos de educação e tipo de conhecimentos que devemos priorizar para nossos filhos. Mas a verdade é que muito mais  do que o conhecimento mensurável, as experiências sociais podem ter muito mais efeito no comportamento e desenvolvimento saudável do cérebro das crianças.  Nos primeiros anos de vida o cérebro fará conexões em uma velocidade que nunca mais  será possível nossas vidas. Muitas coisas interferem para que o cérebro da criança atinja seu potencial de desenvolvimento. O convívio social é um dos estímulos mais importante.

Ratos criados em isolamento social mostram deficiências físicas e químicas em seus cérebros e eles têm anormalidades comportamentais ligadas à função executiva de controle  prejudicada (funções cerebrais executivas incluem raciocínio, lógica, estratégias e tomada de decisões, além de manter ações permanentes de controle mental; funções essenciais para planejamento e organização de todas as nossas ações).

Estes ratos mostram ansiedade excessiva a situações estressantes ou indutoras de medo. Eles reagem em excesso às interações sociais benignas. Eles são menos capazes de coordenar os movimentos com um parceiro, tanto em contextos sexuais e não-sexuais. Também são menos capazes de resolver tarefas mentais.

Ratos criados em isolamento social mostram deficiências físicas e químicas em seus cérebros e eles têm anormalidades comportamentais

Problemas semelhantes são vistos em macacos privados de brincadeiras quando bebês. Ser criado sem mãe é emocional e intelectualmente devastador, mas nem tanto se o substituto, mesmo que seja um robô, puder interagir no comportamento de brincar com o filhote.

macaco bebê

Importância do convívio social – Ser criado sem mãe é emocional e intelectualmente devastador.

 

Você viu nosso post: Brincar, coisa de mamífero?  
brincar

Deixe o mamífero brincar!

Três coisas nos definem como mamíferos:

1.      Ser alimentado por leite materno;

2.      Chorar quando afastado  do principal cuidador;

3.      Brincar.

 

Referências:

Pellis, S. M., Pellis, V. C., and Himmler, B. T. (2014). How play makes for a more adaptable brain. Ame. J. Play. 7 (1) 73-98

Memory Medic’s new book has just been released: “Improve Your Memory for a Healthy Brain.” Smashwords.com

Brown TE (2008) ADD/ADHD and Impaired Executive Function in Clinical Practice.Curr  Psychiatry Rep. Oct;10(5):407-11. Review.

Carla Torres

Carla Torres

Médica (Universidade Federal Fluminense – 2004) e mãe. Atua nas duas funções em tempo quase integral e é apaixonada pelo que faz.
Carla Torres

Deixe uma resposta