Filhinhos da Mamãe

Guia Sobre Infância
MENU

Imunidade (parte 3) – Nutrientes essenciais para a imunidade do seu filho

Tags:, ,

imunidade

Nos posts anteriores da Série Imunidade explicamos porque bebês e crianças adoecem mais e como funciona o sistema imunológico deles. Também demos dicas de 07 hábitos para fortalecer a saúde do seu filho. Agora vamos aos nutrientes! Conheça nossa seleção de  nutrientes essenciais para a imunidade filho!  

1. Os últimos serão os primeiros: Z de Zinco já!

A importância do zinco no corpo humano pode ser medida se analisando o seguinte dado: o zinco está envolvido no funcionamento de mais de 300 enzimas. Este mineral está relacionado a funções do metabolismo de carboidratos, gorduras e proteínas, no crescimento e na imunidade.

O zinco afeta o sistema imune através de diferentes mecanismos, pois exerce papel extenso sobre a estabilidade da membrana das células de defesa (predominantemente nos linfócitos) e aumenta a atividade das enzimas requeridas para replicação e transcrição de DNA, atividade primordial na multiplicação celular, que será essencial para o crescimento e defesa imunológica.

Alimentos ricos em Zinco

Exemplos de fonte de zinco – um mineral essencial para o metabolismo, para o crescimento das crianças e funcionamento do sistema imunológico.

Alimentos ricos em zinco devem fazer parte da alimentação das crianças e, em situações específicas, definidas pelo médico, pode-se considerar a suplementação com zinco.

2. Água é vida!

agua

Assim como nosso planeta, somos predominantemente água. A água é o principal regulador térmico, imprescindível à adequada realização de todas as funções vitais.

A Imunoglobulina A (IgA) é a imunoglobulina de maior importância na defesa das mucosas dos aparelhos digestivo, respiratório e urinário, onde exerce efeito antibacteriano, antiviral e antiparasitário. Na desidratação ocorre redução da saliva, lágrimas (que normalmente drenam para cavidade nasal e protegem contra infecções), urina e hidratação das mucosas e, consequentemente, redução da ação da IgA.

A desidratação interfere com inúmeras condições necessárias para o adequado funcionamento do organismo, como por exemplo a fluidez do sangue, que vai interferir no transporte de nutrientes e oxigênio e na atividade adequada das células. A água deve ser de boa qualidade . Vale a pena investir em um bom purificador de água.

3.  Pró-bióticos: as bactérias boas do nosso intestino

bactéria-boa

Hoje em dia se ouve falar de pré e pró-bióticos a toda hora. Isso porque finalmente o intestino está começando a ter o reconhecimento que merece. Os microrganismos presentes no intestino humano são, sobretudo, bactérias que pertencem a mais de 1000 espécies, a chamada flora ou microbiota intestinal. Esses microrganismos presentes no intestino desempenham um papel crucial na saúde digestiva, mas influenciam igualmente o sistema imunológico.

A criança, sobretudo nos primeiros meses de vida, luta contra vários problemas como: colonização do intestino contra micro-organismos patogênicos, toxinas produzidas por eles e ingestão de antígenos macromoleculares  (causando alergias alimentares). Qualquer destes se for permitido cruzar a barreira intestinal, pode causar doenças e infecções. Deste modo, a microbiota intestinal desempenha um papel crítico no desenvolvimento de um sistema imunológico equilibrado e robusto.

Como manter a flora intestinal saudável?

imunidade e sistema digestivoComo vimos no post anterior, o uso de antibióticos danifica esta flora intestinal. Sabe-se também que a alimentação, incluindo a dieta da criança logo desde o nascimento (aleitamento materno X fórmulas infantis), modula a composição do microbiota intestinal humana e parece que os hábitos alimentares ao longo da vida exercem igualmente um efeito considerável. De forma resumida: aí é que entram os chamados pré-bióticos, que são as substancias que funcionam como “alimentos” dos pró-bióticos, essa microbiota intestinal. Dietas desbalanceadas, ricas em carboidratos processados (por exemplo: açúcar branco e farinha de trigo) e pobre em fibras são maléficas para a microbiota intestinal.

4.  Aleitamento materno: suplemento imunológico perfeito!

bebe-mamando

Não existe alimento mais perfeito do que o leite materno. Do ponto de vista de proteção, o leite materno é um verdadeiro suplemento imunológico. Oferece elementos prontos para a defesa. Coisa que nenhuma fórmula é capaz de oferecer.

Amamentar é como oferecer ao bebê um esquema de proteção projetado por um grande estrategista militar da imunologia as substâncias imunológicas e fatores de crescimento presentes no leite humano protegem a mucosa intestinal na invasão de bactérias, vírus, parasitas e macromoléculas antigênicas (por exemplo, proteínas que causam alergias alimentares), modificam o meio ambiente intestinal, suprimem o crescimento de alguns micro-organismos patogênicos, matam outros, estimulam a maturação intestinal e aumentam a produção de enzimas digestivas. E tudo isso de graça!

amamentação

aleitamento

O leite humano apresenta anticorpos dirigidos a inúmeros micro-organismos com os quais a mãe entrou em contato durante a sua vida, representando, de certa forma, uma memória do seu repertório imunológico, o que assegura imunoglobulinas para proteção do bebê durante um período crítico de relativa incompetência imunológica.

Amamentar não é uma tarefa simples, só quem passou por isso pode dizer, mas vale a pena. Confira nosso texto de dicas de amamentação.

5. Gorduras essenciais

gorduras boas

Os ácidos graxos essenciais (ácido linoleico ômega-6 e ácido alfalinolênico ômega-3) são precursores dos ácidos graxos poli-insaturados de cadeia muito longa, como os ácidos eicosapentaenóico, docosahexaenóico e araquidônico. Estes desempenham funções importantes no organismo, como a síntese de eicosanóides que estão envolvidos diretamente no sistema imune e nas respostas inflamatórias.

ômega 3

Os neurônios são excelentes condutores porque possuem bainha de mielina, que é um tipo de gordura. As membranas de todas as células e todas as organelas são feitas de gordura. As vitaminas A, D, E e K, fundamentais para a visão das cores, para a resistência dos ossos, para a integridade do sistema imunológico e para a coagulação, são gorduras. Uma dieta sem gordura é catastrófica!

Veja que alimentos contém essas gorduras essenciais:

fontes boas de gorduras

 

Comer, comer!

nutrientes para a imunidade

A qualidade nutricional dos alimentos que oferecemos para nossos filhos é o combustível da vida.

As crianças, principalmente em seus primeiros dois anos de vida, crescem mais do que em qualquer outra fase. Nessa época se formam conexões em uma magnitude que nunca mais seu corpo vivenciará.

Anticorpos são proteínas

Para isso, precisamos de muita energia e matéria prima. As nossas células necessitam de cerca de 50 nutrientes essenciais, ou seja, que não são produzidos por nossos organismos, que precisam vir da alimentação: vitaminas, sais minerais, aminoácidos e gorduras. Tais nutrientes funcionam como indutores e matéria-prima na fabricação de tudo aquilo que precisamos: energia, hormônios, anticorpos, novas células.

Durante as infecções, é comum que a criança não queira se alimentar. Insista em oferecer alimentos nutritivos, mas que sejam atraentes. Após a infecção vem a fase de reconstrução dos elementos lesionados no organismo. Alimentos nutritivos são essenciais também neste período de recuperação.

***********

Confira a programação completa da nossa série

 

 

Carla Torres

Médica (Universidade Federal Fluminense – 2004) e mãe. Atua nas duas funções em tempo quase integral e é apaixonada pelo que faz.

3 respostas para “Imunidade (parte 3) – Nutrientes essenciais para a imunidade do seu filho”

  1. […] Post 3 – 6 nutrientes essenciais para a imunidade do seu filho […]

  2. […] Você perdeu o post 1 – Desvendando a imunidade de bebês e crianças? Clique aqui para ler. E não perca o próximo post da série imunidade, onde damos dicas de 6 nutrientes que vão aumentar a imunidade do seu filho! […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *