Filhinhos da Mamãe

Guia Sobre Infância
MENU

Innsbruck  (Áustria) – Todas as dicas para curtir o tesouro dos alpes

Tags:, , , , , ,

thumb_IMG_4378_1024

A capital do Tirol é um encanto, é mesmo um lugar especial, de encher os olhos. Intimamente ligada ao império dos Habsburg, imperadores da Áustria por mais de 600 anos, Innsbruck tem todos os atrativos de uma cidade imperial, além de um  rio (Inn) espetacular, jardins maravilhosos, pérolas arquitetônicas em cada esquina, e tudo isso emoldurado pelos alpes.

Innsbruck – capital do Tirol é de encher os olhos e arrebatar corações

A cidade

O centro histórico é pequeno, mas merecia dois dias completos para ser bem explorado.thumb_IMG_4309_1024

Partimos do hotel em Fussen, onde fechamos o passeio pela Rota Romântica da Alemanha. Antes  demos uma parada para conhecer  Garmisch Partenkirchen. Na estrada entre Alemanha e Áustria já podíamos ver a diferença do cenário.

Fomos para o hotel (veja abaixo) e de lá fomos conhecer a cidade. De cara apaixonante. Passeamos pelas atrações clássicas, como o Golden Dachl (Telhado de ouro – com suas 2600 telhas de ouro, mais precisamente), pela praça do  Dom da Catedral de St. Jacob, pela Staddturm, pela margem do Rio Inn… caminhamos apenas sentindo o estilo do local, sem muito rumo.

Innsbruck

Golden Dachl – Construído pelo Imperador Maximiliano como prova de amor pela cidade

Escolhemos um lugar aleatoriamente para jantar e vimos a noite cair na cidade que merecidamente se tornou a queridinha da Imperatriz Maria Teresa e o Imperador Maximiliano.

Innsbruck filhinhos da mamãe

Pintura em ouro

 

thumb_IMG_4813_1024Innsbruck filhinhos da mamãe

Pérolas arquitetônicas de Innsbruck

Subindo a montanha (a neve!!)

No dia seguinte o Sol surgiu disposto a cooperar. Pertinho do nosso hotel tinha um mercado. Fomos lá reabastecer e comprar a cenoura para fazer o nariz do tão esperado boneco de neve.

Há muitas opções de teleféricos que levam ao topo dos alpes, depois de fuxicar uns blogs de viagem e conversar com a dona do hotel que ficamos escolhi o Hafelekarpitze.

Estávamos de carro e estacionamos perto do Congresso de Innsbruck. Dali compramos os ingressos (grátis para menores de 6 anos) e pegamos o bondinho que levava a Estação Hungerburg.

Innsbruck filhinhos da mamãe

Hafelekar Innsbruck filhinhos da mamae

Hungerburg – de onde parte o teleférico para o Hafelekar

Trenzinho que leva ao teleférico

Trenzinho que leva ao teleférico

[alert style=”info”] DICA -> se estiver de carro, vá direto para a estação Hungerburg. O estacionamento lá é grátis e nós pagamos quase 15 euros por umas horas de estacionamento no centro (depois das 19h, os estacionamentos no centro ficam bem mais barato, aí vale a pena). [/alert]

 

De Hungerburg  partem os teleféricos. Compramos o ingresso que dava direito para ir até o topo.

Hungerburg - de onde parte o teleférico para o Hafelekar. Sim! Pode levar o cachorro.

Hungerburg – de onde parte o teleférico para o Hafelekar. Sim! Pode levar o cachorro

A primeira parada é no Seegrupe, a 1905m de altitude, e o segundo teleférico leva até o Hafelekar, a 2269 m.

thumb_IMG_4736_1024

O passeio pelo teleférico já é uma grande experiência. A vista é demais.

Dali, para chegar ao topo (2334 m) tem que ir caminhando. Mole mole, menos de 100m… tá bom! Um vento de gelar os ossos. Quase desistimos, mas um rapaz que descia e notou nossas caras preocupadas com nossos bezerros no colo nos disse: “Don’t give up!” (Continue!).

Lá embaixo a casinha é até onde o teleférico vai. Até o topo a subida é a pé (ou de colo - rs)

Lá embaixo a casinha é até onde o teleférico vai. Até o topo a subida é a pé (ou de colo – rs)

Realmente. Ainda bem que perseveramos! Valeu a pena. Lá no topo não tinha vento nenhum, o clima era ameno e a vista deslumbrante.

Innsbruck filhinhos da mamae

Vista de Innsbruck  do topo do Hafelekar

Ficamos um bom tempo por lá, com direito a fazer o Olaf e seu nariz de cenoura. Foi o primeiro encontro de nós 4 com a neve. Todos nos divertimos bastante.

Hafelekar Innsbruck filhinhos da mamãeInnsbruck filhinhos da mamãe

thumb_IMG_4532_1024Hafelekar Innsbruck filhinhos da mamãe

Hafelekar boneco de neve Innsbruck Hafelekar Innsbruck filhinhos da mamãethumb_IMG_4465_1024Hafelekar Innsbruck filhinhos da mamãe

Innsbruck filhinhos da mamãeInnsbruck filhinhos da mamãe

O passeio pelo teleférico já é uma grande experiência. A vista é demais. As crianças amaram. Fiquei bem contente de termos vivido isto. Valeu demais.

Mais de Innsbruck

Logo na estacão do Congresso, ao lado do Jardim Imperial (por sinal lindíssimo), fica um ponto de carruagens. Convenci meu amor a pagar os 25 Euros e fizemos um mini city tour (30 minutos) com estilo. As crianças adoraram.

carruagem em Innsbruck filhinhos da mamãe

Aos moldes da realeza: “city tour” de carruagem

Ali no centro histórico, perto do telhado de ouro fica uma loja grande de cristais Swarovski. Entramos lá porque eu queria uma caneta, mas Deus do céu!! Metade da China estava lá dentro. Lotado! Todos os vendedores tinham olhinhos puxados. Com certeza falar mandarim é pré-requisito para trabalhar ali. Perguntei para o caixa: é sempre cheio assim? Ela disse: não, às vezes é bem pior. Bom, depois de minutos de estresse, comprei a bendita caneta. As crianças e o papai saíram irritados.

Swarovski Innsbruck filhinhos da mamaeCristais Swarovski

Depois dessa, comprei a alegria dos pequenos com uma bola de sorvete para cada e para o papai uma cerveja deliciosa bastou para abrandar os neuroreceptores descompensados. Pronto. Sou perita nisso!

Innssbruck - sorvete italiano ao lado do telhado de ouro - filhinhos da mamãe

Sorveteria  italiana pertinho do telhado de ouro 

Ainda era dia claro, mas fomos para nosso hotel. Fiz uma macarronada daquelas, que era tudo que meus amores queriam e fechamos o dia realizados.

O Hotel

Ficamos no Absteige  – Voltaria novamente!

  • Prós: Por fora o edifício parece muito velho e desgastado, mas por dentro é moderno e funcional. Muito bem equipado. Limpíssimo, espaçoso, claro. O quarto tinha acesso para um quintal. Lavar roupas foi fácil e descomplicado (e extremamente útil!). O staff (os proprietários) foram muito gentis e prestativos. Cozinha perfeita. Tinha de tudo. Mercado a 100 m, padaria a 10 m, farmácia a 50 metros. Garagem grátis.
  • Contras: Não fica bem no centro, mas a uma curta caminhada de uns 700 m (subida). Para nós não atrapalhou.

thumb_IMG_5368_1024thumb_IMG_5367_1024Absteige - Innsbruck filhinhos da mamãeAbsteige - filhinhos da mamãe Innsbruck Absteige - filhinhos da mamãe Innsbruckthumb_IMG_5246_1024

Do lado de fora o Absteige é bem antigo, mas por dentro é bem moderno e funcional. 

Mais dicas e pitacos

  • – Vista-se adequadamente para o frio se decidir subir uma das montanhas. Faz frio mesmo. Levei nossos pequenos com meias (2 pares) botinhas, luvas, touca, calça e blusas de manga comprida por baixo da roupa e casaco corta-vento. Assim foi  tranquilo. Nós aguentamos bem com um casaco corta-vento e  botas.
  • – Os estacionamentos no centro são bem caros, se puder evitá-los, será uma boa economia.
  • – Para quem está com crianças, dizem que o zoológico de Innsbruck é bem legal, diferente, com animais específicos dos alpes.
  • – Há coisas (inclusive para dar de lembranças) deliciosas nos mercados. Bem no centro da cidade, ao lado da ponte tem um muito bom.
  • – Conheci um mapa cheio de dicas boas além dos tradicionais pontos turísticos: Use-it-travel Chegamos na cidade em um domingo e os mercados estavam fechados, mas nesse mapa tinha os mercados que abrem aos domingos (mas eu só vi na segunda). Tem também locais onde pode-se lavar roupa (self-service).É mais destinado para o público (mais – rs) jovem (várias dicas de balada e coisa e tal), mas gostei bastante.

thumb_IMG_6452_1024

Mapa do centro histórico de Innsbruck. Veja o completo aqui (tem de outras cidades da Europa também)

  • – Não levamos carrinho de bebê na subida do Hafelekar, porque eu tinha a intenção desde o inicio de ir ao topo, mas vimos pessoas com bebês nos carrinhos (mas só nós fomos até o topo).
  • – O Innsbruck card parece valer muito a pena para quem quiser visitar várias atrações  e principalmente se estiver sem carro (já que dá acesso ao transporte público). Inclui inclusive os teleféricos.

O que gostaria de ter feito, mas ficou para a próxima:

  • – Conhecer o Museu da audição – Audioversum.
  • – Ir ao sétimo andar da RathausGalerien – onde se pode ter uma vista de 360 graus da cidade.
  • – Subir na torre da cidade (dessa eu declinei por causa das centenas de degraus que na companhia dos meus dois filhos se transformariam em milhares)
  • – Conhecer o Museu Swarovski – em Wattens (17 km de Innsbruck) – estava fechado há meses para uma grande reforma,  iria abrir em poucos dias.
Innsbruck torre

Torre de Innsbruck – Os degraus para chegar ao topo da torre me desanimaram. Mas dizem que a vista vale a pena.

 

Inssbruck é um daqueles lugares que dá vontade de voltar. Você tem dicas/sugestões/dúvidas? Não deixe de comentar.

De Innsbruck partimos para Berchtesgaden, na Alemanha. Acompanhe nossa viagem!

Carla Torres

Médica (Universidade Federal Fluminense – 2004) e mãe. Atua nas duas funções em tempo quase integral e é apaixonada pelo que faz.

4 respostas para “Innsbruck  (Áustria) – Todas as dicas para curtir o tesouro dos alpes”

  1. marilia disse:

    Oi, Carla!
    Buscando dicas de Innsbruck (meu marido e eu viajaremos para a Europa mês que vem – Alemanha, Austria e Italia), acabei encontrando o Filhinhos da Mamãe e adorei!!
    Não sou mamãe ainda – planos suspensos por conta do zica – mas sou tia e madrinha de 3 pessoinhas pra lá de especiais!!
    As matérias são muito legais e pontuais, parabéns! Já estou indicando para todas as amigas!
    Sua descrição sobre a maternidade e a valorização do simples, da forma humilde como nossos pais nos educaram me tocou profundamente, pois esses valores infelizmente estão se perdendo na realidade que vivemos hoje.. uma pena! Sou filha de bancário e de dona de casa, e me orgulho em dizer que sei exatamente do que você está falando!
    Fiquei feliz em saber que ainda existem pessoas como você, e que crianças da geração Y podem sim receber uma educação baseada nas coisas que realmente têm valor!
    Muito sucesso pra vocês! Beijo enorme 🙂

    • Carla Torres disse:

      Marília, fiquei verdadeiramente emocionada com seu comentário. Muito obrigada mesmo, de coração. Você com certeza vai ser uma mãe do nosso time! Gostar de viajar, perceber a relevância do simples e dos valores verdadeiros nos une. Vai ser a melhor mãe que seus filhos poderão ter. E sobrinho é quase filho. Amo os meus e tenho certeza q vc deve ser louca pelos seus! Boa viagem. Um grande bj.

  2. Andrei disse:

    Ola , estamos indo para Innsbruck com um filho de 3 anos !
    o que vc recomendaria ? o q nao recomendaria ? sera agora em Fevereiro ….
    Ele nao e muito de comer qualquer coisa …. como e a comida la ?

    Obrigado

    • Carla Torres disse:

      Oi Andrei, coloquei todas as dicas de Innsbruck aqui. Acho que não mencionei que passamos por garmisch-partenkirchen a caminho, bem legal.
      Acho que vocês devem pegar bastante frio por lá. Você viu meu post de dicas de pais para pais quando falo de vestir as crianças em camadas? http://filhinhosdamamae.com.br/europa-com-bebe-de-5-6-meses-dicas-de-pais-para-pais/
      Sobre a comida, acho que com 3 anos nada será complicado para ele não. Fomos com a nossa de 3 e foi tudo certo. Tinha sempre uma carne legal, batata, verduras, linguiça (ela, para acabar com a moral da mãe de alimentação saudável, ama linguiças. Mas as de lá são bem tradicionais e gostosas mesmo). Não tivemos dificuldades. Fomos com o bebê de um ano e 3 meses e até ele comeu bem (aliás, se apaixonou por creme de aspargo, eu pedia em todos os lugares). O que acho mesmo excelente é reservar hospedagem com cozinha. Os mercados são maravilhosos e uma comidinha caseira no meio da viagem sempre cai bem na barriguinha dos pequenos, principalmente se a criança for muito seletiva para comer. Boa viagem para vocês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *