Filhinhos da Mamãe

Guia Sobre Infância
MENU

Maternidade: eu achei que fosse mais fácil

Tags:,

Carla Torres - filhinhos
Já fiz um monte de coisas legais na minha vida. Fui ao Rock in Rio, acampei na Ilha Grande, viajei pela Europa com o amor da minha vida… Já consegui superar situações difíceis: passei no vestibular para medicina em uma universidade Federal, fiz monitoria em um presídio psiquiátrico, passei para um concurso público que só tinha uma vaga, sobrevivi sem enlouquecer sendo médica de emergência de hospital público no RJ, vi meu pai morrer…
Mas ser mãe é a tarefa mais legal, apaixonante, desafiadora e difícil que já vivenciei. A cada dia que convivo com meus filhos vejo como é gigante o universo infantil. Percebo a complexidade do que é ajudar a direcionar um ser humano em formação. Criar filhos requer percepção, discernimento, disciplina, força (mental e física!), recursos, capacidade de crítica e autocrítica e nervos de aço.
Não sou uma mãe perfeita. Muito longe disso. E tenho a impressão que quem acha que educar filhos é fácil, provavelmente não está fazendo seu papel muito bem.
Como eu dizia que estava sem tempo, se depois do trabalho só precisava tomar um banho e comer alguma coisa (podia inclusive ser um lanche)? Como eu acordava com tanta preguiça depois de dormir a noite inteira, sem interrupções? Como eu não dava valor à maravilha que é tomar uma banho sem pressa?  Há alguns anos tudo mudou. Como esses dois seres, sem os quais vivi 90% do tempo da minha vida, podem ocupar um espaço tão imenso no meu coração e pensamentos? Como eu nunca senti tanta frustração como sinto quando vejo meu filho doente e não há o que eu possa fazer? Como eu posso valorizar tanto a minha vida, só pelo fato dela não ser só minha, ser também deles? Me sinto como naquele desenho que meus filhos amam: “São tantas perguntas…” Mas aquela que não quer calar:  Como eu podia achar que conhecia o que era felicidade antes de conhecer meus filhos?
A maternidade real não é cor de rosa. Mas enxergo essa experiência como a prisão mais libertadora que existe. Meus filhos me fizeram descobrir em mim mesma uma força, uma luz, um amor que nem imaginava que existissem. Ser mãe é bem mais difícil do que imaginei, mas nunca me senti tão recompensada. 
E para você, como é ser mãe?

Carla Torres

Médica (Universidade Federal Fluminense – 2004) e mãe. Atua nas duas funções em tempo quase integral e é apaixonada pelo que faz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *