Filhinhos da Mamãe

Guia Sobre Infância
MENU

O estresse e a maternidade: manual de sobrevivência do primeiro ano

Maes exaustas
O cansaço do pós-parto é maior do que no final da gravidez

A chegada de um filho, especialmente do primeiro, é um momento de muito estresse na vida da mulher e do casal. Dificilmente estamos preparados para o ritmo esgotante de cuidados de um recém-nascido. O final da gravidez é cansativo, com dores nas costas e azia, e as mulheres esperam que após o parto tudo ficará melhor. Porém, a realidade não é essa. O choro, a privação de sono, as trocas de fraldas e mamadas de 2 em 2 horas, de dia e de noite, tornam esse período bastante estressante. Com isso, nós ficamos no limite, o tempo todo.

 

Estudos científicos comprovam o que sentimos

Um estudo feito pela Universidade Escola de Medicina de Virginia, Estados Unidos, mostrou que a privação do sono leva a sintomas neuropsiquiátricos, comportamentais e físicos. Além disso, pode reduzir a capacidade cognitiva (leia mais no post Privação do sono e memória).  Qualquer fator de estresse adicional, como um filho ficar doente, dormir mal, ou uma birra daquelas nos faz ficar à beira de um ataque de nervos.

Não é exagero, é muita obrigação em cima de nós. Somos humanas, temos nossos limites, embora seja cobrado de nós paciência infinita, boa disposição a qualquer hora do dia e da noite, ainda que façamos tudo isso com um sorriso no rosto. Ai de quem reclama! Já ouvi: “mas tudo vale a pena, né, olha o seu filho!”. Não ouso dizer, mas por dentro penso: “não, às vezes não vale a pena!!! Estou explodindo, não aguento mais!!!”. Claro que falo isso num momento crítico, e rapidamente vejo que não é o meu sentimento real. Mas às vezes sentimos que não dá mais! Por isso é importante que a mãe reserve uns momentos para si, porque precisa sair um pouco daquele ambiente tão desgastante.

 

Estratégias para driblar o cansaço
  • Deixe seu bebê com sua mãe, sogra ou babá e vá ao salão.
  • Peça que alguém fique com seu bebê enquanto você dorme algumas horas.
  • Quando seu marido chegar do trabalho, peça a ele para ficar com o bebê por 1 hora e vá no shopping.
  • Passeie com seu bebê, vá nos locais que você ia antes, muitas vezes conseguimos ir a um café, olhar uma loja.
  • Frequente pracinhas, lá há muitas outras mulheres na mesma situação que você. Essas são as melhores pessoas para conversar, porque te compreendem.
  • Antes do seu marido sair para trabalhar, deixe o bebê com ele por 30 minutos e tome um banho escutando música, como você fazia antes de ter filho.
  • Peça a alguém para ficar com seu bebê e vá jantar fora, peça o seu prato preferido, coma sobremesa, vivencie sua “vida normal” por 1 hora.

mães felizes

Como nos dizem, as crianças vão crescer, tudo isso vai melhorar. Mas até lá precisamos encontrar formas de nos poupar um pouco, para que possamos enxergar as flores do caminho tortuoso. Precisamos aprender a fechar os olhos e dizer para nós mesmas: pausa, pensa e respira!
Luciana Novellino

Luciana Novellino

Médica, mãe de dois. Apaixonada pela família e buscando vivenciar a maternidade com alegria, mais leveza e menos cobrança.
Luciana Novellino

Últimos posts por Luciana Novellino (exibir todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *