Filhinhos da Mamãe

Guia Sobre Infância
MENU

O que atrapalha o sono do bebê?

Sono do bebê

Como falamos nesse post, os bebês sofrem mudanças no sono ao longo do seu crescimento. Mas o quê atrapalha o sono do bebê? Vamos falar sobre os marcos mais importantes de cada fase.

 

Recém-nascidos

Quando nascem, eles dormem grande parte do dia, e à medida que crescem isso vai mudando.

Quando completam 30 dias, seus organismos começam a ter a capacidade de distinguir dia e noite, por isso é importante tomar algumas medidas:

  • apagar a luz dos ambientes quando anoitece, para que seu corpo entenda que é noite,
  • desligar tv e aparelhos eletrônicos perto dele à noite,
  • nas sonecas durante o dia não fechar as cortinas, para que seu organismo entenda que é dia,
  • evitar conversar durante a madrugada
  • fazer uma rotina antes de dormir à noite (veja aqui)

 

Dois meses de vida em diante

Depois do primeiro mês alguns bebês começam a ter cólicas, e é um angústia para os pais e um sofrimento para os pequenos. Ver nossos bebês chorando tão sentidos é terrível. Isso tende a passar com 3 meses, felizmente.

Há outras situações podem dificultar um sono tranquilo dos bebês:
  1. fases de desenvolvimento do bebê, que os torna mais agitados durante alguns dias,
  2. refluxo,
  3. agitação durante o dia que reflete em agitação do bebê à noite,
  4. muitas brincadeiras logo antes de dormir,
  5. dentinhos nascendo,
  6. festas

Minha filha sempre ficava com o sono agitado quando tinha festa naquele dia. Os bebês são muito sensíveis, e a emoção dos pais e dos cuidadores pode agitá-los também. Isso não é mito.  É sempre bom lembrar da importância da rotina antes de dormir, que falamos nesse post. Outra situação possível é que a respiração do bebê esteja prejudicada por algum motivo, piorando muito seu sono. Leia sobre isso aqui.

 

O oitavo mês

No oitavo mês começa a angústia da separação. O bebê que dormia muito bem de repente fica muito ansioso e agitado durante a noite, e os pais ficam sem saber o que aconteceu. Dia após dia, as noites mal dormidas se repetem. E nessa fase não tem muito jeito, tem que ficar junto, fazer carinho para acalmá-lo. Mas a fase costuma passar em 30 dias (sei que não é muito consolo para quem já está sem dormir há meses… 😔).

 

Depois de 1 ano

Nessa fase o bebê começa a relutar mais ainda pra dormir, porque não quer perder a diversão e o tempo precioso com os pais. A rotina ajuda, assim como a leitura de um livro. Os pequenos começam a pedir um monte de coisas antes de dormir: mais um livro, um brinquedo, a vovó, enfim, tudo pra escapar do sono. Falamos como lidar com isso no nosso post sobre o sono.

 

De 1 ano até os 3 anos

Muitos bebês mamam menos ou nem mamam mais nessa idade. Nessa fase começa a “crise dos 2 anos”, que falamos nesse post. O sono também pode mudar nessa fase. Os pequenos podem relutar bastante para dormir, por isso é preciso muita paciência… Se estiver muito difícil e cansativo, saia do quarto um pouco, respire, telefone para alguém. Depois de um dia inteiro podemos ficar mais impacientes e exaustas, e 5 minutos sozinhas pode ajudar muito. Com 2 anos algumas crianças começam a fase dos medos, que falaremos a seguir.

 

Os 3 anos

Nessa idade começam os medos. Algumas crianças pedem para deixar uma luz acesa antes de dormir, e convém atende-las. Além disso, podem acordar durante a madrugada chorando, e nesses casos devemos ir até elas para que se sintam seguras. Se disserem que há monstros no quarto, procure com ela, não ignore.

O sono a partir daqui tende a melhorar mais. Não é nada fácil dormir mal por meses ou anos a fio. Como falamos nesse post, a privação do sono causa prejuízos à nossa saúde. Por isso, nessa fase durma sempre que tiver oportunidade, procure fazer as atividades que você gosta, pratique atividade física. E busque apoio nas outras mães. Nós sabemos a beleza e a dureza da nossa missão maior dessa vida.

Luciana Novellino

Luciana Novellino

Médica, mãe de dois. Apaixonada pela família e buscando vivenciar a maternidade com alegria, mais leveza e menos cobrança.
Luciana Novellino

Últimos posts por Luciana Novellino (exibir todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *