Filhinhos da Mamãe

Guia Sobre Infância
MENU

POST 1 – Europa com bebê – Programando a viagem perfeita com bebê.

Tags:, , , ,

DSCN1505
Ouvi de algumas pessoas que eu era muito corajosa (acho que algumas queriam dizer irresponsável) de viajar com um bebê tão pequeno para a Europa (na época ela não tinha nem 6 meses). Isso porque não imaginam o cuidado que tive para organizar tudo de forma que minimizasse ao máximo os riscos e de um jeito que nós três, meu amor, minha bebezinha e eu, pudéssemos curtir a viagem. Agora, quando ela estiver com 1 ano e meio, estaremos voltando à Europa e resolvi descrever as etapas da programação que percorreremos até o tão esperado evento.
Não me importo muito com bens materiais; preciso de um carro que não me deixe na mão, de uma casa limpa e segura para morar, roupas que me caiam bem e não muito mais do que isso. Mas viajar é o luxo que me permito. Experiências novas é o que enriquece minha alma. Amo viajar, mas para a viagem ser perfeita precisa das companhias certas. Meu amado marido e nossa filhinha linda são as melhores que consigo imaginar para me acompanhar. Levar ela pode dar mais trabalho, mas para mim no momento, não existe outra opção. Quero tê-la ao meu lado e isso faz com que o trabalho na organização da viagem seja leve e fácil. Descobrir coisas novas ao lado da minha linda compensa tudo.

 

DSCN1505

No restaurante Chez Leon, em Bruxelas.
6 meses de vida e muita história para contar.
Quem acompanha meu blog inevitavelmente deve ter notado, pelo meu modo de escrever, que sou detalhista e emocional; não consigo me conter nas descrições. Por isso, dividi este assunto em vários posts para dar uma falsa impressão de boa capacidade de síntese – rs.
Vou  postar conforme for evoluindo minha própria programação de nossa próxima viagem. Se você tiver dicas e sugestões, fique à vontade de colocá-las nos comentários. Pode ajudar a mim e muitos pais que pretendem viajar com seus bebês.
Escrito por Carla Torres.

Carla Torres

Médica (Universidade Federal Fluminense – 2004) e mãe. Atua nas duas funções em tempo quase integral e é apaixonada pelo que faz.

7 respostas para “POST 1 – Europa com bebê – Programando a viagem perfeita com bebê.”

  1. Carla Torres disse:

    Oi Tatiana, obrigada pela visita.
    Eu sugiro que vc escolha hotéis com cozinha – pelo menos na maior parte do tempo que puderem, assim vc faz pessoalmente a papinha para ele na maior parte dos dias. Mas não se estresse demais não. Nos mercados vc vai achar frutas orgânicas e pode oferecer várias porções ao dia para ele e as comidas prontas para bebês tem umas marcas diferentes, com produto orgânico e sem conservantes. Obviamente não é ideal oferecer comida industrializada, mas é um período curto e seu bebê ficará ótimo. Nessa idade ele pode comer ovo. Excelente fonte de proteína, Todo hotel tem um local para esquentar água. Ovo cozido para o bebê! Uma outra dica é colocar o mixer na bagagem. Vc pode fazer umas vitaminas turbinadas para o pequeno com frutas locais. Vc já viu meu post de alimentação no exterior? Olha lá: http://filhinhosdamamae.com.br/alimentacao-fui-para-europa-com-bebe/

    Abraços e boa viagem para vcs! Tudo vai dar certo.

  2. Tatiana Guthierre disse:

    Carla,
    Adorei seus comentários e dicas. Vou viajar com meu bebe para um congresso em Nottingham quando ele tiver 8 meses. Não sei o que fazer em relação à alimentação. Vamos passar 15 dias e no roteiro incluimos irlanda, mas iremos há uns 5 locais diferentes, viagens de carro de 1h e meia. Não sei se levo comida daqui, se compro lá. Já que vamos ficar pouco tempo em cada hotel, não acredito ser viavel cozinhar e congelar, medo de perder a comida nos trajetos. Me dê uma luz!!!!

  3. […] com a possibilidade de cancelar depois se precisar (geralmente preciso, conforme vou ajustando o itinerário ). Essa antecedência na programação é mesmo o segredo para conseguir hotéis confortáveis, bem […]

  4. […] Garante o direito da mãe de seu acompanhante ficarem em assentos conforto – veja o post No vôo com bebê). Para nós foi dinheiro jogado fora, Helena se recusou a ficar lá dentro, se colocássemos, ela […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *